Exigência de “notas explicativas” fere liberdade de expressão