Segundo Zeina Latif, o eleitor parece muito mais pragmático do que ideológico