A presidente Cristina Kirchner, da Argentina, pode dizer o que quiser. Pode dizer que, se não fosse vítima de uma campanha sórdida movida pelo grupo de comunicação C...