Rolf Kuntz: “A maior empresa brasileira foi subordinada a objetivos políticos e pessoais do grupo instalado no Planalto”
Continue lendo