O economista Paulo Roberto Feldmann diz por que as empresas brasileiras são menos profissionais.
Continue lendo