Wendy Guerra, autora cubana que está no Brasil para a Feira Literária de Paraty (FLIP), considera-se privilegiada por conseguir entrar
Continue lendo