“É mesmo lamentável ver o Brasil adotar essa posição”, reclamou Sayad Sajjadi, embaixador do Irã na ONU, no dia 25
Continue lendo