É promessa de campanha e o empresariado aguarda. O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, um dos mais próximos de Dilma,
Continue lendo