Apresentado como “ativista do software livre”, uma espécie de MST digital, um tal de Richard não-sei-o-quê ganhou seu megabyte de
Continue lendo