Projeto inicial previa apenas seis meses; centro de direitos humanos pede que lei não seja usada para aprofundar militarismo A
Continue lendo