Adriano Pires analisa a situação da Petrobras e do setor energético diante das excessivas intervenções do governo