Zelaya

Tchau, Zé

Manuel Zelaya deixou a embaixada brasileira em Honduras. Espera-se que tenha recolhido as pontas de cigarro e arrumado as camas. Encerra-se um episódio histórico para a...

Mixórdia e maçarocas

Para escrever sobre o fatídico decreto dos “direitos humanos”, demorei-me na leitura das suas 92 páginas e cheguei à conclusão de que o presidente Luiz Inácio n...

Um caudilho no Mercosul

A embaixada do Brasil em Honduras abrigou o senhor Manuel Zelaya, presidente daquela República, depois de ter sido afastado do governo e expulso do país por haver tenta...

Personagens de um filme antigo

Honduras condensa o conflito, repetido vezes sem conta na História da América Latina, entre uma democracia oligárquica e o impulso do caudilhismo. A primeira singulari...

A hipocrisia da esquerda

O presidente Hugo Chávez afirmou que “sabia de tudo” sobre a volta do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, ao país, e ainda disse ter ajudado a “despist...

Pantomima

A pantomima parece não ter limites. A política exterior brasileira está enveredando, perigosamente, pelos caminhos bolivarianos, ditatoriais, que rompem com décadas d...

Morgenthau revisitado

Por Jefferson Carlos Tolentino Rodrigues – Acadêmico do 10º período do curso de Direito da Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES A ordem internaci...