Sábado, 3 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Tag: Zelaya

Tchau, Zé

Manuel Zelaya deixou a embaixada brasileira em Honduras. Espera-se que tenha recolhido as pontas de cigarro e arrumado as camas. Encerra-se um episódio histórico para a diplomacia brasileira: quatro meses de vigília para nada. A pantomima do Brasil em Tegucigalpa mostrou toda a consistência da doutrina bolivariana – ou melhor, ... Leia mais

Mixórdia e maçarocas

Para escrever sobre o fatídico decreto dos “direitos humanos”, demorei-me na leitura das suas 92 páginas e cheguei à conclusão de que o presidente Luiz Inácio não poderia assiná-lo nem feito publicar no Diário Oficial sem lê-lo, mas devo reconhecer que perderia tempo se o lesse; ele é ilegível, em ... Leia mais

Um caudilho no Mercosul

A embaixada do Brasil em Honduras abrigou o senhor Manuel Zelaya, presidente daquela República, depois de ter sido afastado do governo e expulso do país por haver tentado introduzir a reeleição, vedada terminantemente por sua Constituição, em cláusula imutável. Nela se instalara de maneira estranha e pouco protocolar. Entrou porque ... Leia mais

Personagens de um filme antigo

Honduras condensa o conflito, repetido vezes sem conta na História da América Latina, entre uma democracia oligárquica e o impulso do caudilhismo. A primeira singularidade da crise atual encontra-se no seu enquadramento no cenário da “revolução bolivariana” de Hugo Chávez, que conferiu dimensões internacionais ao confronto entre o pretendente a ... Leia mais

A hipocrisia da esquerda

O presidente Hugo Chávez afirmou que “sabia de tudo” sobre a volta do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, ao país, e ainda disse ter ajudado a “despistar” as autoridades sobre o seu paradeiro. O governo brasileiro nega ter participado da operação de retorno de Zelaya, mas parece extrema ingenuidade ... Leia mais

Pantomima

A pantomima parece não ter limites. A política exterior brasileira está enveredando, perigosamente, pelos caminhos bolivarianos, ditatoriais, que rompem com décadas de neutralidade e não-ingerência em assuntos de outros países. O caso de Honduras é particularmente aterrador, pois, em nome da democracia totalitária, estão assentando as bases de supressão da ... Leia mais

Morgenthau revisitado

Por Jefferson Carlos Tolentino Rodrigues – Acadêmico do 10º período do curso de Direito da Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES A ordem internacional pode ser entendida, na afirmação de Hans Morgenthau, como uma incessante luta pelo poder. Nas palavras do professor, embora se reconheça geralmente que a base ... Leia mais