Pela promoção do debate entre cidadãos, eleitores e consumidores

Priscila Pereira Pinto

“O Instituto Millenium serve como um espaço para as pessoas e suas demandas serem ouvidas” disse Priscila Pereira Pinto, diretora-executiva do Instituto, na 20ª edição do “Imil na sala de aula” que aconteceu nas Faculdades Integradas Hélio Alonso (Facha) no Rio de Janeiro. A palestra de Priscila abordou o papel dos think tanks na atualidade e a função do Millenium como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP).

Priscila traçou um breve histórico sobre a formação dos think tanks na França e nos Estados Unidos e seu papel em interagir com os setores público e privado. Ao falar do Imil, lembrou que o instituto “não busca um consenso, e sim a reflexão e provocação de debates entre cidadão, consumidor e eleitor”. Diferentemente de ONGs, a diretora destacou a natureza de longo prazo da atuação de centros de pensamento: “Nosso trabalho exige paciência em busca da qualificação do debate brasileiro”.

Os alunos foram apresentados a todos os projetos do Instituto Millenium e conheceram um pouco do funcionamento da instituição, a relação com mantenedores e o apartidarismo. “O Imil não mantém relações com partidos nem com o governo pois a neutralidade é um traço importante para a defesa dos nossos valores”, disse.

Próxima edição do “Imil na sala de aula”
No dia 11 de junho é a vez do economista Vitor Wilher falar sobre capitalismo de Estado aos alunos do MBA em Finanças da Universidade Veiga de Almeida. Wilher fará uma oposição entre capitalismo de Estado e economia de mercado.

RELACIONADOS

Deixe um comentário

1 comment

  1. Via Cidadã

    Ainda não temos a cultura da autogestão e aguardamos que os políticos resolvam os problemas que eles prometem resolver.
    São essenciais os espaços e as OSCIPs, como esta, para a promoção dos debates fundamentais para o aperfeiçoamento do cidadão, da política e da sociedade.