6 de novembro de 2012

A décima edição do “Imil na sala de aula” proporcionou aos alunos da USP em São Paulo, nesta terça-feira 6 de novembro de 2012, uma palestra sobre empreendedorismo com o especialista em comunicação empresarial e ex-diretor da "Agência Estado" e do jornal "Gazeta Mercantil”, Dirceu Pio. Os cursos contemplados foram de Marketing, Tecnologia da Informação e Gestão Ambiental.

Apresentação

“A falta de visão de marketing tem sido a causa principal da morte da pequena empresa no Brasil”, advertiu o especialista do Instituto Millenium, Dirceu Martins Pio, que participou do projeto “Imil na sala de aula” na Universidade de São Paulo (USP), na última terça-feira, dia 6. A pedido dos estudantes, o Imil doou 30 exemplares do livro “Caminhos seguros para o empreendedor”, de autoria de Dirceu Pio e Pedro Cascaes, à biblioteca do campus da Zona Leste da universidade.

A palestra foi baseada nos conteúdos de seu livro que traz mais de 200 dicas, tais como orientação de marketing, comunicação e finanças aos empreendedores atuais e futuros do Brasil. Para Dirceu Pio, é praticamente impossível sustentar uma pequena empresa ao longo do tempo sem visão de marketing, que permite enxergar os pontos fracos e fortes do negócio e trabalhar para manter e aperfeiçoar os pontos fortes e fortalecer os fracos. “A visão de marketing explica o sucesso da pequena empresa, e a falta dela justifica o fracasso” revelou o palestrante ao apresentar aos estudantes – futuros empreendedores -, vários casos de sucesso e de fracasso de pequenas empresas do município de Vinhedo (SP), no qual Dirceu Pio reside e observa a trajetória de vários empreendimentos.

Segundo Pio, a visão de marketing pode ser adquirida. Ele explicou que é ela que leva o empresário a produzir motivação de suas equipes, a aperfeiçoar o atendimento a ponto de deixar os clientes fascinados; a escutar com cuidado o que clientes os clientes dizem e a dar conseqüência prática a ela; a se comunicar com eficácia e a insistir no treinamento de seus colaboradores. Uma parte da palestra foi usada para explicar à platéia a metodologia para oferecer motivação aos empregados.

“O primeiro fator de motivação é o clima reinante na empresa”, ressaltou o especialista. Ele lembrou que as pessoas passam a maior parte de seu tempo útil no trabalho – local que devem ser tratadas com respeito. Outro fator de motivação é o regime democrático de trabalho, no qual o colaborador é incentivado a contribuir com os objetivos estratégicos do negócio e a participar do esforço necessário que esteja a seu alcance. “Empresários que descarregam suas diatribes sobre seus funcionários e não permitem que eles ajudem na formatação da estratégia do negócio não farão sucesso porque não conseguirão alcançar níveis minimamente satisfatórios de motivação de seus colaboradores”, concluiu Pio.

Artigos

Durante o encontro, os alunos responderam à seguinte pergunta: “O que é empreendedorismo para você?” Confira aqui as respostas.

Palestrante

Dirceu Martins Pio