Menos impostos, mais corte de gastos

José Márcio Camargo (nova)

Economista da Opus Gestão de Recursos e professor do Departamento de Economia da PUC-RJ, José Márcio Camargo acredita que o ajuste fiscal é fundamental para o Brasil, mas peca por se concentrar mais no aumento de impostos do que na redução de despesas. “Muito provavelmente vamos ter aumento de carga tributária. Isso significa que vamos transferir recursos do setor privado, que é relativamente mais produtivo, para o setor público, menos produtivo. Ou seja, vamos diminuir a eficiência da economia”, explica ele, que também é especialista do Instituto Millenium. Na opinião do economista, mesmo que o país alcance a meta do superávit primário de 1,2% do Produto Interno Bruto, não será suficiente para mudar o quadro do país. “O problema é muito mais grave. O Brasil precisa melhorar sua estrutura de gastos”, explica. Camargo ainda fala sobre a importância da reforma previdenciária, já que o país gasta, segundo ele, oito vezes mais per capta com seus idosos do que com suas crianças e seus jovens. “O Brasil está investindo no passado”, diz, acrescentando que melhorar a educação é uma das principais e mais difíceis tarefas do país. Assista ao vídeo.

RELACIONADOS

Deixe um comentário