Sexta-feira, 9 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Gustavo Franco: “Quanto mais fechado, pior”

O economista e ex-presidente do Banco Central Gustavo Franco defende que falhou o modelo de desenvolvimento baseado na proteção ao mercado interno brasileiro. A produtividade média e a renda per capta do Brasil estão na faixa de 18% do nível americano, argumenta Franco, e a da Coreia, que há 30 anos estava no mesmo patamar que o Brasil, atualmente equivale a 61% do nível americano. “Levamos uma surra no aspecto da escolha do modelo de desenvolvimento”, afirmou o economista, durante o seminário “Essa crise tem saída. A visão de três ex-presidentes do Banco Central”, que reuniu, no dia 13 de novembro, na Fecomercio-SP, além de Franco, Armínio Fraga e Henrique Meirelles. Onde está o erro? “Quanto mais fechado, pior”, disse Gustavo Franco, acrescentando que os atores das cadeias internacionais de valor já estão todos aqui. Resolver o problema seria uma questão de estabelecer o incentivo necessário para aumentar exportações e importações. “E não me refiro ao incentivo fiscal, mas à retirada de desincentivos que existem às exportações”, disse Franco, que foi presidente do Banco Central de agosto de 1997 a março de 1999. Assista ao vídeo. Assista também às palestras de Armínio Fraga e Henrique Meirelles.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.