O que acontece com a esquerda na AL?

No painel “América Latina em debate: esquerdas em crise?”, realizado no Centro de Convenções da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), em São Paulo, os economistas Gustavo Franco, ex-presidente do Banco Central e presidente do Conselho de Governança do Instituto Millenium, e Eduardo Suplicy, ex-senador, falam sobre democracia, situação política e econômica do Brasil e o cenário nos países da América Latina. Gustavo Franco fez uma crítica aos regimes econômicos que vigoram no mundo, considerados por ele “pouco democráticos, autoritários, repressivos e antiéticos”. Ele ainda questiona que, no Brasil, nenhuma autoridade responde pela inflação: “A inflação foi sempre um mal impessoal”. Suplicy defendeu a importância de programas sociais para garantir a todos o exercício de valores democráticos, como liberdade e dignidade, e destacou que os indicadores econômicos da Bolívia são positivos. “Eles têm tido taxas de crescimento econômico das mais altas e o presidente foi reeleito com uma proporção de votos muito significativa”, disse. O debate, mediado pelo professor e economista Luiz Alberto de Souza Aranha Machado, vice-diretor da Faculdade de Economia da FAAP, integrou a programação da Semana de Relações Internacionais e Economia da instituição e foi a 45ª edição do ‘Imil na sala de aula’, que visa discutir com jovens universitários valores importantes para a construção de um Brasil mais próspero e livre. Assista ao vídeo.

RELACIONADOS

Deixe um comentário