Economista e membro-fundador do Imil, Rodrigo Constantino compreende a falta de crença do eleitor no processo político, porém critica o voto branco, nulo e o chamado voto de protesto, reafirmando a necessidade da criação de alternativas políticas viáveis. “Não existe vácuo de poder. As pessoas de bem que se viram contra o processo político estão deixando o caminho livre para as mal intencionadas”, diz.

RELACIONADOS

Deixe um comentário