“A indignação que move as pessoas não é jurídica, e sim política”

Jorge Maranhão

O diretor do Instituto A Voz do Cidadão e especialista do Instituto Millenium, Jorge Maranhão, explica o que acontecerá com as assinaturas recolhidas pelas instituições que apoiaram a manifestação popular em torno do impeachment do presidente do Senado, Renan Calheiros. O especialista comenta a falta de instrumentos da população para pressionar o Poder Legislativo e fala sobre a eleição de Renan, que, segundo ele, só se concretizou pelo sigilo do voto dos senadores.

 

RELACIONADOS

Deixe um comentário

7 comments

  1. Edino

    Parabéns pela iniciativa. Uma vez que vc tem em mãos um instrumento de enorme alcance popular, gostaria de sugerir, se me permite, que promovesse uma campanha/mobilização nacional para aprovar um projeto de lei que proiba a reeleição para o período subsequente para mesmo cargo público em todas as esferas do executivo e do legislativo.
    Sds,

    Edino

  2. Vicente Lino

    Concordo. Lamentável que a população não tenha mais poder para filtrar os excessos que nossos políticos nos impingem.
    Lamentavelmente, ainda que com mais de um milhão e meio de assinaturas, o Congresso não se moverá, porque é dominado por um grupo comandado por Renan, Sarney e outras nulidades.
    Péssimo para a democracia.

  3. Valdeck Junior

    Considero o Brasil um país de apatia atípica no mundo, de uma tolerabilidade absurda com o que é ilícito e imoral; por isso acredito que o processo de mobilzação será diferente de outros países que já viveram ondas de manifestações iniciadas pela rede virtual de computadores, mais dificil, mais lento, mas não perco as esperanças de que esse gigante ainda vá se levantar contra todos esses que abusam do poder e riem-se da nossa cara!! Eu estou disposto a lutar!!!

  4. Luís

    Esse abaixo-assinado poderia ter 50 milhões de assinaturas, e nada aconteceria. Porém, se houvesse a mobilização de 200.000 pessoas na Av. Paulista ou na Cinelândia, aí sim os responsáveis pelo eterno atraso deste país se veriam em apuros. Mas, sabemos que isso ( juntar 200.000 manifestantes )é impossível de acontecer nesse país, que só tem olhos, corações e mentes para o carnaval e o futebol

  5. José Antonio de Santana

    Há um dito popular que diz: ( O POVO TEM O QUE MERECE ), é doido ouvir alguém falando isso. Não é culpa do Povo, mas é uma realidade. Infelizmente uma meia duzia de pessoas influentes aproveitam do desconhecimento da grande maioria, para coloca los em um Mundo ilusório, e como vale decisão da maioria, todos pagam o Pato. Assim acontece com as Empresas Privadas, com as Religiões, com a Política, com os Sindicatos e outros órgãos não Governamentais. A Religião poe exemplo, é a maior iludidora da sociedade, e principalmente os Políticos se aproveitam disso. Nunca vi, Deus e Jesus ser tão rendosos como agora.

  6. Adenilson

    Nada disso seria necessário (abaixos assinado), pois o poder esteve em nossas mãos nas ultimas eleições, mas preferimos acreditar mais uma vez na tão sonhada “mudança”, prometida por eles em todas as eleições.

  7. Romulo paula

    Parabenizo a Veja como o único veiculo de comunicação no Brasil que ainda publica as mazelas da “corte política”,lamentável que não estamos construindo um pais justo e sim mantendo a mesma “sina” de demais países sul americanos, uma população que não sabe ler,e não valoriza a justiça e honestidade e uma “classe média” que está mais interessada em enriquecer a qualquer preço.Temo pelo nosso futuro, e muito pois teremos que construir cadeias para os honestos, e os sinais da violência estão cada dia mais visíveis e crescentes, como uma panela que está no fogo prestes a “entornar”.E será como de costume ( a história mostra) com o sangue de inocentes.