Terça-feira, 6 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Dalton Vassalo explica as razões e o impacto da “fuga de cérebros”

Os cortes de investimentos em ciência e tecnologia têm levado os pesquisadores brasileiros para o aeroporto rumo a países que valorizam e investem em pesquisa. O presidente da Federação de Sociedades de Biologia Experimental, Dalton Vassalo, confirma essa tendência. Ele afirma que países europeus e os EUA não tem a menor “vergonha” de acolher pesquisadores que tiveram toda a sua formação intelectual custeada pelo Brasil, o que estimula ainda mais a saída de jovens promissores das nossas fronteiras. Dalton Vassalo diz ainda que o maior problema não são os cortes das bolsas e sim a falta de perspectivas do país. “Esse pessoal que volta vai trabalhar onde? Para montar um laboratório é preciso ter dinheiro”, conclui.

Ouça!

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.