Promoção “A batalha pela alma dos Beatles” – Promoção encerrada

“Qual a dica que você daria para alguém que quer ser um empreendedor? Por que?”

O autor da melhor resposta é: Roberto Marubayashi

Saiba mais
O livro “A batalha pela alma dos Beatles”  pode ser lido não apenas como um relato a respeito da agonizante separação daquela que é considerada a maior banda de rock de todos os tempos. A narrativa de Peter Doggett pode ser encarada sob o ponto de vista do empreendedorismo. E, ao fazê-lo, o leitor mais atento perceberá uma série de erros dos quatro rapazes de Liverpool no exato momento em que decidiram criar a Apple Corps, uma empresa multimidiática que tinha tudo para dar certo, mas que fracassou com louvor.

O primeiro erro constatado pelo autor é a falta de objetividade da empresa. A Apple Corps nasceu como uma gravadora, mas também havia ali, por exemplo, uma divisão de invenções, capitaneada por Alexis Mardas. Grego de nascimento, Magic Alex, como ficou conhecido em Londres na década de 60, ganhou dos chefes a incumbência de criar o mais inovador estúdio de gravações até então visto. Algum tempo depois, e após o investimento de muito, muito dinheiro, engenheiros de som ingleses chegaram à conclusão de que o estúdio entregue simplesmente não ‘funcionava’. Em outras palavras: não poderia ser usado por músicos por uma série de questões técnicas ignoradas por seu idealizador na concepção do projeto. Continue…

RELACIONADOS

Deixe um comentário