Promoção “Desconfiança política” – Promoção encerrada!

Na sua opinião, qual é o principal motivo da desconfiança
nas instituições brasileiras?

A melhor resposta para a pergunta acima será premiada com o livro “A desconfiança política e os seus impactos na qualidade da democracia” (Edusp, 2013), de José Álvaro Moisés e Rachel Meneguello.

Vencedor: Anderson Pimentel Damian

Sobre
O livro apresenta os resultados de uma pesquisa inédita realizada em 2006 sobre a desconfiança dos cidadãos brasileiros nas instituições democráticas. Os pesquisadores discutem aspectos não explorados dos significados e das consequências para a teoria empírica da democracia do fenômeno contemporâneo de descontentamento e de descrença política. As análises discorrem sobre as atitudes e as orientações dos brasileiros a respeito do regime democrático, o impacto da corrupção na desconfiança dos cidadãos nas instituições democráticas, e analisam os casos específicos de desconfiança pública da justiça, da polícia e de alguns serviços públicos.

RELACIONADOS

Deixe um comentário

5 comments

  1. anderson pimentel damian

    quero ganhar meu livro.

  2. Felipe Monteiro

    Há cerca de 30 anos atrás, tudo o que você achava que sabia naquele momento vinha de um país desestruturado. Sua única fonte de informação era de uma mídia corporativista. Naquela época você não sabia que um presidente seria imprudente ao ponto de bloquear a poupança. Não sabia também que após a queda desse presidente haveria um escândalo que resultaria na morte do seu do tesoureiro. O trabalhador poderia até se preocupar com o fundo de reserva para períodos de desemprego, FGTS. Mas não sabia que além de haver um alto grau de sonegação e baixo nível de qualidade no atendimento, o governo também recolheu nos bancos as aplicações nas cadernetas de poupança do povo brasileiro.Poderia até se preocupado com a segurança do seu filho na escola, mas você não sabia que a merenda escolar consumida estava vencida em razão de fraudes no programa Nacional de Alimentação Escolar(PNAE).

  3. Felipe Monteiro

    Na época, você sabia que a conduta dos deputados é regida por um código de ética, mas não sabia que, mediante compra de votos de parlamentares, houve uma quantidade enorme de empresas brasileiras públicas e privadas que lucraram com a corrupção. Os últimos 25 anos foram marcados por um escândalo sujo após o outro. A corrupção na política até se refletiu na vida social, isso sugere que a atual fé na instituição pública está relacionada com a crise existencial da democracia partidária implementada no Brasil do que com as recessões no mundo. Isso significa que há muitos anos estamos desconfiados das instituições brasileiras, reclamando sobre a cultura política do nosso passado. Estamos em algum tipo de ciclo dramático de declínio na confiança das instituições que se iniciou há mais de 30 anos. Nada disso deveria ser surpreendente quando se colocar a suposição como verdade.

  4. mario americo de moura filho

    Podemos elencar várias causas mas, segundo pesquisas realizadas, três causas a meu ver, destacam-se:
    a)CORRUPÇÃO
    B)IMPUNIDADE
    C)O GIGANTISMO DO ESTADO
    A primeira decorre das práticas políticas, que transformam o mandato em ações fisiológicas a serviço de interesses pessoais, ou corporativa. Abuso de poder, nepotismo, improbidades de toda ordem.
    A segunda decorre da corrupção do judiciário, com práticas imorais, como a venda de sentenças e outras e outros atos que desacreditam a Justiça, e que se infiltram nas cortes através do aparelhamento do Estado, movido por ações ideológicas do Executivo.
    Finalmente, o Leviatã, o gigantismo do Estado que facilita a corrupção.

  5. anderson pimentel damian

    oi ,pessoal. muito obrigado pela obra citada acima. lerei com o maior prazer. no momento estou lendo Ayn Rand ( A revolta de Atlas). e em seguida, verei o livro do José Alvares Moisés. e tendo outros sorteios, participarei. como tambem farei consultas dos artigos deste time de intelectuais de alta envergadura.