Concorra ao “Guia politicamente incorreto da América Latina”

O-Guia-politicamente-incorreto-da-historia-da-America-Latina

O Instituto Millenium e a editora Leya vão oferecer um exemplar do “Guia politicamente incorreto da América Latina”, dos escritores e jornalistas Leandro Narloch e Duda Teixeira, ao autor da melhor resposta à questão abaixo. Saiba mais e participe da promoção.

“Tudo nesse livro é contra as regras batidas com as quais se conta a história da América Latina.”

“Che defendeu a prisão de roqueiros e trabalhadores preguiçosos.”

“Ninguem matou tantos por nada quanto os astecas.

“Pancho Villa foi um latifundiário cruel.”

“Allender perseguiu a imprensa chilena e aliou-se a terroristas cubanos.”

“Os revolucionários negros do Haiti se tornaram reis. Escravistas.”

-Para você, qual  a história mais mitificada da América Latina?


Responda à pergunta entre os comentários. Não esqueça de enviar o seu email.

O resultado será divulgado dia 19/08.

Participe!

RELACIONADOS

Deixe um comentário

32 comments

  1. miriam

    A guerra da triplice aliança, foi um genocídio, não houve ato heróico em Caxias e ou Mitre.

  2. Guilherme Teixeira Macalossi

    Não há maior empulhação histórica do que a mitificação a qual a figura de Che Guevara foi submetida. Ela não deixa de ser um resumo de toda as falácias que moldaram o pensamento predominante em nosso continente. A idealização de Che é a soma do mito do confronto entre oprimidos e opressores com o culto ao libertário que não passava de um homicida.

  3. Ivo Vasconcellos

    O maior mito da história latino-americana é a de Getúlio, “pai dos trabalhadores” foi o maior atraso para o Brasil, gerando desemprego e queda de salários.

  4. Jônatas Dias Lima

    Com certeza é a tal venda da Amazônia para os Estados Unidos, ou a transformação da floresta em zona internacional. É um mito absurdo, frágil e sem base nenhuma, mas que conquistou gerações de adolescentes revolucionários. Puro combustível para alimentar o antiamericanismo.

  5. Karlos Pereira

    Com certeza a revolução cubana. Não houve até hoje “mitificador” maior que Fidel, com seus longos discursos.

  6. BRUNO DE CARVALHO SILVA

    Indubitavelmete, a história mais mitificada da américa latina é sobre a ” Revolução Cubana “. Os jovens corajosos esquerdistas que lutaram por um ideal para libertarem a ilha caribenha da tirania do coronel Batista. Mentira.
    A revolução foi romanceada pelos marxismo.
    Fidel odeia tanto o capitalismo que não dispensa uma jaqueta da Adidas ou NIke.

  7. BRUNO DE CARVALHO SILVA

    De todas as ladainhas que aprendi na escola, sobretudo
    nas aulas de história, a mais mitificada é sobre a Revolução
    Mexicana. Pancho Villa? O libertador? O heroi? Piada.

  8. BRUNO DE CARVALHO SILVA

    De todas as Estórias da carochinha que aprendi nas aulas do professor de história, a mais romanceada é a “Revolução Haitiana”. Os negro se rebelaram para lutar contra
    a opressão(capitalista e mercantilista) branca e fazer do Haiti um oásis da igualdade[a dose de marxismo ai é expícita].Bobagem. Embora a rebelião fosse justa, seus líderes nem de longe idealizavam uma sociedade utópica dos sonhos de Karl Marx. O sistema por qual Toussant Louverture sonhava era tão injusto quanto o qual lutava.

  9. Eloiza

    Os “idiotas úteis” latino-americanos adoram glorificar guerrilhas homicidas que tenham “nobres” causas. As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC’s) são exemplo, ainda atual, desse tipo de fetiche esquerdopata. Autoproclamadas “Exército do Povo” e paparicadas por isso, elas surgiram como “importante organização político-militar marxista-leninista de inspiração bolivariana de nossos tempos”. Fato histórico que já rendeu um bocado de livros, teses e afins na tentativa de mitificá-las.

  10. joao eduardo licio

    respostas : 1- Sim 2 – Não 3 – Não,os nazistas ganham disparados 4 – nõ era latifundiário,e,nem cruel,mais sim,justo.Queria igualdade e justiça. 5 – não,muito pelo contrário,morreu procurando justiça e igualdade. 6 – sim,algus lideres se aproveitaram da ocasião para mais uma vez engana-los (usa-los),à seu contento.

  11. joao eduardo licio

    a historia mais mistificada da AL é e me parece que continuará a ser,a de Ernesto Che Guevara.Não foi tudo o que escrevem,dizem e tentam passar,tinha seus pontos obscuros,escondidos através de um ideal que procurou alcançar.Tinha seus pontos fracos.

  12. Rodney

    Pergunta difícil, as opções são tantas…mas acredito que seja a ‘história’ do aChessino Ernesto, que ficou marcada depois do marketing fotográfico, ‘Guerrillero heroico’, de Alberto Korda.

  13. Miguel Lannes Fernandes

    Lula, e a tendência é no futuro se fornar ícone ainda maior que todos esses.

  14. Regina Caldas

    A história que Chavez conta s/Bolivar com o qual quer se identificar…a distorsão dos fatos ocorridos em Honduras….a última propaganda eleitoral brasileira, cuja propaganda das esquerdas transformou sua candidata num ícone que defendia a democracia contra um golpe militar…

  15. André

    O maior mito da história latino-americana é Ernesto “Che” Guevara, o campeão de tiro ao alvo nas cabeças alheias.

  16. Adao Braga

    Sem dúvidas de que Che e sua história é atualmente a mais mitificada, e logo mais mistificada, já estão comparando-o a Jesus, aquele que os historiadores usam como referência da história!

  17. Míriam Martinho

    A revolução cubana e Che Guevara são as ficções que mais rendem na história da AL. A tirania comunista é descrita, pelos mistificadores esquerdistas, como uma espécie de Jardim do Éden (quando está mais para inferno de Dante) e Che Guevara como uma versão armada da Madre Teresa de Calcutá que adorava ajudar os latinoamericanos oprimidos pelo imperialismo ianque. Na real, Che era racista, antigay, antirock e ardoroso defensor de execuções sumárias, inclusive dos próprios companheiros de luta.

  18. Roberto Oliveira Rocha

    A história mais mitificada na América Latina é que o “povo” sempre precisa ser governado por um “pai”. Daí terem surgido, neste pedaço do mundo, governantes que se comportavam e ainda se comportam como “os donos do poder” para lembrar a célebre expressão de Raymundo Faoro. Este paternalismo desenfreado que comanda há muito tempo os latino-americanos é o verdadeiro mito que deve ser extinto. A iniciativa pessoal e a liberdade é que são ferramentas de desenvolvimento e avanço em todos os…

  19. Wolmar Murgel Filho

    A maior empulhação dita com relação à America Latina é dizer que a sua pobreza é por conta do imperialismo norte-americano

  20. Marcio Daniel

    A história mais mitificada da América Latina é dizer somos latinos. Não somos latinos. Somos bárbaros. É uma América Bárbara.

  21. Marcio Daniel

    A história mais mitificada da América Latina é dizer que há uma América Latina. Não há uma América Latina. Não somos latinos. Somos bárbaros. Há uma América Bárbara.

  22. Felipe

    A história mais mitificada da América Latina é a de seu futuro. A visão incerta de um futuro radiante foi o grande incentivo de quase todas as revoluções, guerras, golpes de Estado e regimes de exceção em nosso continente. Em nome de um futuro hipotético, tanto mais ardorosamente defendido quanto mais vagamente definido, ditadores e demagogos justificaram os crimes do presente e desbarataram as poucas riquezas herdadas do passado. O Mito do Futuro Glorioso é a chave da história latino-americana.

  23. André Lima

    Mitificar é transformar fato ou alguém em algo fantástico ou lendário, acima do comum dos mortais. Podemos até identificar um bom número de mitos latino-americanos, mas nenhum ainda exerce tanto fascínio quanto o mito Che Guevara. A cada nova geração, a história fantástica da personagem criada para o homem se incrusta na mente – e nas camisetas – de milhões de jovens. Um ícone de rebeldia e pureza, em um fenômeno aparentemente espontâneo de alcance mundial.

  24. Josias

    “Ninguem matou tantos por nada quanto os astecas.“

    Discordo! Nazistas mataram muito mais por nada e ainda hoje humanistas (padres e outros religiosos) buscam provas que testifiquem a inesxistência de um holocausto ou qualquer outro tipo de crime que pode ter ocorrido durante a segunda guerra mundial!

  25. Roberto Goes

    Che Guevara é sem dúvida o maior mito da AL. Foi construído de tal forma que se assemelha a um santo. Poucos se dão ao trabalho de pesquisar a verdadeira história desse personagem.
    Tem forte apelo junto a juventude, que o vislumbra como um herói que lutou contra a opressão dos fortes sobre os mais fracos. Dessa forma, sua fama de paladino da justiça, habilmente forjada, mantém sua força como mito permanente.
    Uma pena!

  26. Roberto Potter

    A maior mistificação é a história do Brasil contada pelo ex presidente Lula. Antes dele, nada. Com ele, tudo.

  27. Luciano

    A história mais mitificada da América Latina é a de que Lula emergiu como figura política de esquerda. Sua trajetória mostra claramente que usou o PT e o manto vermelho do comunismo apenas como conveniência, como facilitador. Lula é tão apenas uma figura carismática com um conteúdo totalmente sindicalista.

  28. Raimundo Tito Camargos

    O Panamericanismo latino atribuído a Simón Bolivar: historiadores oficiais relatam que o “Libertador” convocou uma conferência, em 1826, que visava reunir todas as novas repúblicas latino-americanas sob um só governo legítimo, sob o seu comando é claro. Mas ninguem embarcou nessa…

  29. Juarez Dietrich

    O ditador Fidel Castro e Cuba. Esta é a história mais mitificada da América Latina, porque cercada de água por todos os lados. E agora, Lula, porque cercado de fidéis por todos os lados.

  30. Mauro Esmanhotto

    O maior mito latino-americano é o da Revolução Cubana, que engloba dois: a mitificação de Fidel Castro e a mitificação de Che Guevara.
    Enganou a todos com a promessa de uma nova ordem, revolucionária, portadora da igualdade com progresso social e material do povo. Resultou na ditadura sanguinária que conhecemos.
    E é o mito maior, porque contaminou os demais países da AL, criando a categoria do perfeito idiota latinoamericano.

  31. Carol

    A história real da Revolução Cubana que não passou de jogo político e enganação, levadas ao pé da letra por chamados “Revolucionários Fidel Castro e Ché Guevara”, que alimentaram somente seus egos, e por onde passaram deixaram marcas que retrocederam ainda mais a história econômico e social de seus povos. Pena que na maioria das vezes o povo não fica sabendo o que está atrás dos bastidores de uma história.

  32. Vinicius

    Sem dúvida, a história mais mitificada da América Latina é a de Che Guevara.