Brasil: 5º país mais perigoso para exercício da imprensa

ONG suiça empenhada na defesa da liberdade de imprensa, a Press Emblem Canpaign (PEC) divulgou  um ranking de países com maiores índices de violência contra jornalistas.

O Brasil ficou com a 5º posição na lista das nações em que os profissionais mais foram assassinados em 2012. Já no primeiro semestre do ano, 72 jornalistas foram mortos em 21 países, número 33% maior que no ano passado. De acordo com a ONG, o Brasil se iguala a nações como Somália e Paquistão.

O estudo aponta a América Latina como a região mais perigosa do mundo para o exercício do jornalismo. Ao todo foram 23 mortes no continente: oito no México, quatro em Honduras, duas na Bolívia e uma na Colômbia, Haiti e Panamá.

Fonte: Comunique-se

Leia
Brasil tem um jornalista morto a cada mês, segundo ONG
Governo vai criar observatório para crimes contra jornalistas
Eugênio Bucci: Por que matar jornalistas?

Assista
Liberdade de imprensa e Estado de Direito com Gustavo Binenbojm

RELACIONADOS

Deixe um comentário