Por que o Brasil cresce menos do que pode?

No livro “Complacência – entenda por que o Brasil cresce menos do que pode” (Elsevier, 2014), os economistas Alexandre Schwartsman e Fabio Giambiagi fazem uma crítica à política econômica do governo. Em breve entrevista ao Instituto Millenium, durante o evento de lançamento da obra, dia 21 de maio, na Livraria da Travessa, em Ipanema, os autores explicaram que o Brasil abandonou uma agenda de reformas voltada à produtividade e necessária para o crescimento do país.

Segundo Schwartsman, o país cresceu apenas enquanto a agenda internacional esteve favorável. “Mas se preocupou pouco com a questão de melhorar a produtividade, melhorar a educação e, agora, a gente está pagando o preço pelo descaso dos últimos sete, oito anos, quando a agenda de reforma foi abandonada”, disse.

Giambiagi destacou que o país precisa deixar a zona de conforto e estabelecer um ambiente de maior competição. “A competitividade leva os países a progredir, a se superarem, a conseguir melhores resultados. O Brasil tem baixa competição e é uma das economias mais fechadas do mundo”, afirmou. Assista ao vídeo.

Se você se interessa por economia, aproveite a oportunidade para aprofundar seus conhecimentos. Baixe o curso “Aspectos introdutórios da economia”, disponibilizado, gratuitamente, na internet, pelo Instituto Millenium.

 

 

 

RELACIONADOS

Deixe um comentário

1 comment

  1. jonatan lopes

    Acredito que o Governo deixou de lado os interesses da População e passou a ditar regras em seu governo motivo disto é o que vivenciamos hoje descaso total com Saúde,educação e segurança um bom governo que se preze acredita num pais melhor não deve deixar o que já vinha sendo feito a muito tempo é como você diz deixaram de lado os interesses do Pais e só pensaram no seu bem estar esta cada vez mais difícil suportar este governo que só corrompe e tira do Povo o direito de ir e vir esta na hora de mudança o Brasil precisa resgatar de novo a esperança e sua imagem la fora para voltar a crescer.