Jovens querem construir o próprio legado

Presidente do Conselho empresarial de jovens empreendedores da ACRJ, Marcelo Roque fala sobre os desafios para empreender

“Cada vez mais o jovem não quer ter patrão. Ele quer ser dono do seu negócio, construir o seu legado. É uma geração que está muito mais orientada na capacidade de gerar impacto do que efetivamente está preocupada com salário”. É o que acredita Marcelo Roque, presidente do Conselho empresarial de jovens empreendedores da Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ).

Seis atitudes essenciais para quem quer ser um bom líder
Carolina da Costa: “As pessoas querem autonomia”
Sebrae disponibiliza 234 cursos online e gratuitos para quem quer empreender 

Diante de um cenário no qual dois em cada três jovens brasileiros pretendem empreender nos próximos dois anos — dado levantado pela Firjan no início de 2017 — Roque aponta os desafios tributários e burocráticos do país que, somados à falta de capacitação empreendedora, representam obstáculos para o sucesso. Para ele, a escola deveria exercer papel essencial na formação de quem pretender abrir o próprio negócio, afirma.

“É responsabilidade dela [da escola]. Não tem lugar que a criança passe mais tempo hoje senão a escola. Uma das coisas que eu gostaria de ter ouvido quando eu era moleque é ‘você pode ser o cara que vai descobrir a cura do câncer’. Isso tem um peso, porque existe uma diferença entre você estudar para a prova, para você passar de ano, do que efetivamente você estudar para poder chegar em um objetivo final”. Assista!

RELACIONADOS

Deixe um comentário